O Corvo – Edgar Allan Poe

Você já ouviu falar de O Corvo? Pois bem, esse é um dos poemas mais icônicos e sombrios de todos os tempos, escrito pelo mestre do suspense e do mistério Edgar Allan Poe. Com uma narrativa envolvente e cheia de angústia, Poe nos transporta para um mundo obscuro onde um homem atormentado conversa com uma misteriosa ave noturna. Através de versos melancólicos e palavras cuidadosamente escolhidas, o poeta nos leva a refletir sobre a solidão, a morte e a perda. Se você ainda não teve a oportunidade de ler esse clássico da literatura gótica, não perca mais tempo, pois O Corvo certamente vai mexer com seus sentimentos mais profundos.

O Corvo, obra-prima atemporal de Edgar Allan Poe, é um poema que transcende gerações e conquista leitores até hoje. Nessa história macabra, acompanhamos o protagonista em seu luto pela amada Lenore, enquanto é atormentado por um corvo falante que repete incessantemente a palavra “Nunca mais”. Através de sua escrita poética e obscura, Poe nos mergulha em um universo de desespero e inquietação, explorando temas como a solidão, a insanidade e o medo da morte. Prepare-se para ser arrebatado por esse clássico literário que vai te deixar com a pele arrepiada e o coração acelerado.

Soneto de Fidelidade – Vinicius de Moraes

Quando se fala em poesia brasileira, é impossível não mencionar Vinicius de Moraes e seu clássico Soneto de Fidelidade. Nesse belíssimo poema, o autor expressa seus sentimentos de amor e lealdade de forma única, com versos que tocam a alma. Com uma linguagem simples e ao mesmo tempo profunda, Vinicius nos envolve em sua declaração apaixonada, fazendo-nos refletir sobre a importância dos vínculos afetivos em nossas vidas. Se você ainda não leu esse soneto, não perca mais tempo! Ele é um verdadeiro tesouro da literatura brasileira.

O Soneto de Fidelidade é uma obra-prima que deve ser apreciada por todos os amantes da poesia. Com sua musicalidade e sensibilidade características, Vinicius de Moraes nos presenteia com versos que transbordam emoção. É impossível não se encantar com as palavras escolhidas pelo autor para descrever o sentimento de fidelidade, tornando essa leitura uma experiência única e memorável. Se você deseja conhecer a essência do talento de Vinicius, não deixe de incluir esse soneto em sua lista de leituras obrigatórias.

A Poesia está na rua – Ferreira Gullar

Você já ouviu falar do poema “A Poesia está na rua” do grande Ferreira Gullar? Se não, prepare-se para se surpreender! Nesse poema, Gullar nos convida a enxergar a poesia em todos os lugares, nas coisas mais simples do dia a dia. Com uma linguagem acessível e cheia de imagens, ele nos faz refletir sobre o poder transformador da arte. É impossível não se encantar com a forma como Gullar descreve as ruas, as pessoas e os objetos, trazendo à tona a beleza oculta que muitas vezes passa despercebida. Sem dúvida alguma, esse é um dos 17 poemas que você tem que ler antes de morrer!

Outro poema imperdível de Ferreira Gullar é “A Luta Corporal”. Nesse texto, o autor nos transporta para uma verdadeira batalha entre palavras e ideias. É como se cada verso fosse um soco certeiro, capaz de despertar emoções e questionamentos profundos. A forma como Gullar brinca com as palavras e constrói suas metáforas é simplesmente genial. “A Luta Corporal” é um convite para mergulharmos no universo da poesia e deixarmos que ela nos toque, nos emocione e nos transforme. Sem dúvida alguma, esse é mais um dos 17 poemas que você não pode deixar de ler!

Mensagem – Fernando Pessoa

Mensagem é uma das obras mais conhecidas e impactantes de Fernando Pessoa. Este poema épico, dividido em várias partes, nos leva a uma viagem pela história e cultura de Portugal. Com versos marcantes e uma linguagem poética única, Pessoa nos transporta para um mundo repleto de simbolismo e reflexões sobre a identidade nacional. Ler Mensagem é mergulhar em um universo lírico que nos faz refletir sobre nossas próprias raízes e questionar o sentido da vida. Uma leitura obrigatória para todos os amantes da poesia e da literatura em geral.

Se você ainda não teve a oportunidade de se encantar com os versos de Fernando Pessoa, está na hora de conhecer Mensagem. Este poema, considerado uma das obras mais importantes da literatura portuguesa, nos transporta para um mundo de sonhos, saudades e desejos. Com sua linguagem única e repleta de metáforas, Pessoa nos leva a refletir sobre temas como identidade, amor e liberdade. Ler Mensagem é abrir as portas para um universo poético que cativa e emociona, deixando marcas profundas em nossa alma. Não deixe de conhecer essa obra-prima do talentoso Fernando Pessoa.

A Máquina do Mundo – Carlos Drummond de Andrade

Se você ainda não conhece o poema “A Máquina do Mundo” de Carlos Drummond de Andrade, prepare-se para uma experiência única. Nesse poema, o autor nos leva a uma jornada introspectiva, explorando os mistérios da existência e as complexidades da alma humana. Com versos fortes e impactantes, Drummond nos faz refletir sobre a nossa relação com o mundo e com nós mesmos. A Máquina do Mundo é um convite para mergulhar em nossos sentimentos mais profundos e questionar nossas certezas, revelando a grandiosidade e a fragilidade da vida.

Ao ler “A Máquina do Mundo”, você será transportado para um universo poético onde as palavras ganham vida e a emoção transborda. Drummond nos presenteia com uma linguagem intensa e imagens vívidas, nos levando a refletir sobre a nossa condição humana e os mistérios que nos cercam. Prepare-se para se emocionar e se questionar, pois A Máquina do Mundo é um daqueles poemas que marcam para sempre.

Os Lusíadas – Luís de Camões

Você já ouviu falar de “Os Lusíadas” do nosso querido Luís de Camões? Se não, prepare-se para uma aventura incrível! Esse épico conta a história dos navegadores portugueses e suas incríveis jornadas pelos mares desconhecidos. Com versos belíssimos e uma narrativa envolvente, Camões nos transporta para o século XVI e nos faz sentir parte dessa viagem épica. Prepare-se para conhecer personagens corajosos, como Vasco da Gama, e enfrentar desafios emocionantes enquanto navega pelas páginas desse clássico da literatura portuguesa. Não deixe de ler “Os Lusíadas” antes de morrer, pois é uma experiência que você nunca vai esquecer.

Seus amigos estão lendo:   O Guia Definitivo para um Lançamento de Livro de Sucesso

Camões foi um verdadeiro gênio da literatura e “Os Lusíadas” é a prova disso. Com uma habilidade única para criar imagens poéticas, o autor nos presenteia com versos que são verdadeiras obras de arte. Nesse épico, ele mistura mitologia, história e fantasia de uma forma tão fluida que é impossível não se encantar. Ao ler “Os Lusíadas”, você irá se maravilhar com a riqueza das descrições, se emocionar com as batalhas épicas e se surpreender com os encontros com deuses e seres mitológicos. Então, não perca tempo e mergulhe nessa aventura literária que vai te transportar para um mundo cheio de poesia e magia.

A Flor e a Náusea – Carlos Drummond de Andrade

A Flor e a Náusea é um dos poemas mais conhecidos e impactantes de Carlos Drummond de Andrade. Nele, o poeta aborda de forma intensa e visceral a dualidade entre a beleza e a angústia da existência humana. Com versos fortes e imagens marcantes, Drummond nos transporta para um universo onde a flor simboliza a delicadeza e a náusea representa o desconforto diante das contradições da vida. É uma leitura que nos faz refletir sobre as complexidades do ser humano e desperta uma mistura de emoções que vão desde a admiração até o desconforto.

Ao mergulhar na leitura de A Flor e a Náusea, somos confrontados com a dualidade entre o belo e o incômodo, entre o prazer e o descontentamento. Carlos Drummond de Andrade, com sua maestria poética, nos convida a refletir sobre as contradições da existência humana e nos provoca a questionar nossas próprias inquietações. Através de versos carregados de emoção, ele nos transporta para um universo onde a flor representa a delicadeza da vida e a náusea revela as agruras e desafios que enfrentamos diariamente. É um poema que nos toca profundamente e nos faz refletir sobre nossa própria condição enquanto seres humanos.

Cântico Negro – José Régio

Se você é fã de poesia, com certeza já ouviu falar do incrível Cântico Negro, escrito por José Régio. Este poema é considerado uma verdadeira pérola da literatura portuguesa e merece ser apreciado por todos que apreciam uma bela obra. Com seu estilo único e marcante, Régio nos transporta para um universo de sentimentos profundos e reflexões sobre a existência humana. Em cada verso, podemos sentir a intensidade das emoções e a força das palavras escolhidas pelo autor. Se você ainda não teve a oportunidade de ler esse poema, não perca mais tempo! Adicione-o à sua lista de leituras obrigatórias e permita-se mergulhar nesse universo poético fascinante.

José Régio nos presenteou com um verdadeiro tesouro literário em seu poema Cântico Negro. Com uma linguagem forte e impactante, o autor nos convida a refletir sobre a essência do ser humano e os dilemas da existência. Em cada verso, somos convidados a encarar nossas próprias sombras e questionamentos, mergulhando em um universo de emoções intensas. Através de metáforas poderosas e imagens vívidas, Régio nos faz repensar nossa relação com o mundo e convida-nos a buscar nossa própria liberdade interior. Se você busca uma leitura que provoque reflexões profundas, Cântico Negro é uma escolha certeira.

Poesia em Pânico – Adélia Prado

Poesia em Pânico é uma coletânea de poemas escritos pela renomada poetisa brasileira Adélia Prado. Com uma linguagem simples e ao mesmo tempo profunda, Adélia nos transporta para um universo de emoções, onde a vida cotidiana se transforma em versos que tocam a alma. Seus poemas falam sobre amor, fé, família e todas as nuances da existência humana. Ler Poesia em Pânico é como mergulhar em um mar de palavras, sentir o coração pulsar a cada verso e se reconectar com o verdadeiro significado da poesia.

Entre os 17 poemas selecionados para este artigo, destaco “Ode ao Cotidiano”. Neste poema, Adélia Prado nos convida a enxergar a beleza nas pequenas coisas do dia a dia, como um café quente ou um abraço apertado. Com sua delicadeza e sensibilidade, ela nos mostra que a poesia está presente em todos os momentos, basta saber olhar com os olhos certos. Ler esse poema é se inspirar a viver intensamente cada instante e valorizar as coisas simples que muitas vezes passam despercebidas.

O Guardador de Rebanhos – Alberto Caeiro (heterônimo de Fernando Pessoa)

Você já ouviu falar de Alberto Caeiro? Ele é um dos heterônimos mais conhecidos de Fernando Pessoa e é o autor do famoso livro “O Guardador de Rebanhos”. Nessa obra, Caeiro nos presenteia com uma série de poemas que nos fazem refletir sobre a vida e a natureza. Com uma linguagem simples e direta, ele nos convida a observar o mundo ao nosso redor com os olhos da pureza e da simplicidade. É impossível não se encantar com a forma como Caeiro descreve os detalhes mais triviais da vida cotidiana, transformando-os em verdadeiras poesias. Se você ainda não leu esse livro, coloque-o na sua lista e permita-se mergulhar nessa experiência única!

Quando lemos “O Guardador de Rebanhos”, somos transportados para um mundo onde a natureza se revela em toda sua grandiosidade e simplicidade. Em seus poemas, Alberto Caeiro nos convida a contemplar as pequenas coisas do dia a dia, a encontrar beleza nos detalhes mais simples. Ele nos mostra que é possível encontrar poesia em um simples rebanho de ovelhas, em uma flor que desabrocha ou mesmo em uma pedra no caminho. Com uma linguagem despojada e cheia de sensibilidade, Caeiro nos faz refletir sobre a nossa relação com o mundo natural e nos convida a olhar para ele de uma forma mais profunda e verdadeira.

Invenção de Orfeu – Jorge de Lima

Invenção de Orfeu – Jorge de Lima é um dos poemas mais marcantes da literatura brasileira. Com sua linguagem poética envolvente e imagens vívidas, o autor nos transporta para um universo mágico, onde os mitos se mesclam com a realidade. O poema é uma verdadeira viagem sensorial, que nos faz sentir as emoções e os sentidos do protagonista. Com versos fluidos e musicais, Jorge de Lima nos convida a explorar as profundezas da alma humana e a refletir sobre questões existenciais. Invenção de Orfeu é leitura obrigatória para todos os amantes da poesia e da literatura em geral.

Seus amigos estão lendo:   Como se apaixonar pelos livros antes de morrer!

Invenção de Orfeu – Jorge de Lima é uma obra-prima da poesia brasileira que merece ser lida e apreciada por todos. Com sua escrita lírica e profunda, o autor nos transporta para um mundo de sonhos e fantasia, onde a música e a palavra se fundem em uma dança harmoniosa. Os versos de Jorge de Lima são verdadeiras obras de arte, capazes de despertar emoções e reflexões profundas em quem os lê. Se você ainda não teve a oportunidade de se encantar por essa obra incrível, não perca mais tempo! Adentre o universo mágico de Invenção de Orfeu e deixe-se levar pela beleza da poesia.

Ode Triunfal – Álvaro de Campos (heterônimo de Fernando Pessoa)

O Ode Triunfal é um dos poemas mais marcantes de Álvaro de Campos, um dos heterônimos de Fernando Pessoa. Com uma linguagem intensa e uma carga emocional avassaladora, o poema retrata a vida urbana e industrializada, explorando temas como o progresso, a solidão e o vazio existencial. Ao longo das suas estrofes, somos transportados para um cenário caótico e frenético, onde o eu lírico expressa suas angústias e frustrações. Com uma escrita surpreendente e cheia de imagens poderosas, Ode Triunfal é leitura obrigatória para quem busca mergulhar nas profundezas da alma humana.

Álvaro de Campos, em sua Ode Triunfal, nos presenteia com um poema que é um verdadeiro soco no estômago. Com uma linguagem repleta de metáforas e imagens impactantes, o autor nos leva a refletir sobre a vida contemporânea e seus desafios. O ritmo frenético do poema nos envolve e nos faz sentir as emoções intensas do eu lírico, que se debate entre a angústia e a busca por algum sentido na existência. Uma leitura indispensável para quem deseja explorar os limites da poesia moderna e se aventurar nas profundezas da alma humana.

Navio Negreiro – Castro Alves

Você já leu o poema “Navio Negreiro” de Castro Alves? Se não, está perdendo uma verdadeira obra-prima da literatura brasileira. Neste poema, o autor denuncia de forma contundente a crueldade da escravidão, nos levando a refletir sobre a desumanidade do ser humano. Com uma narrativa intensa e emocionante, Castro Alves nos transporta para dentro do navio, onde somos testemunhas das atrocidades cometidas contra os africanos capturados e vendidos como mercadoria. É um texto que nos toca profundamente e nos faz repensar nossos valores enquanto sociedade.

Através de versos fortes e imagens marcantes, Castro Alves desperta nossa compaixão e indignação diante do sofrimento dos negros escravizados. O poema é uma verdadeira aula de história e literatura, nos transportando para um tempo sombrio da nossa nação. Ler “Navio Negreiro” é essencial para compreendermos a importância da luta contra o racismo e a valorização da igualdade entre todos os seres humanos. Se você ainda não teve a oportunidade de ler este poema, não perca mais tempo! Prepare-se para embarcar em uma jornada emocional e transformadora com Castro Alves.

Odes Elementares – Pablo Neruda

Você já ouviu falar das Odes Elementares de Pablo Neruda? Se não, você está perdendo uma verdadeira obra-prima! Esses poemas são verdadeiras declarações de amor à natureza e às coisas simples da vida. Em cada verso, Neruda nos transporta para um mundo de sensações, onde conseguimos sentir o cheiro das flores, o sabor das frutas e até mesmo o toque do vento em nossa pele. É como se ele tivesse a capacidade de transformar palavras em magia. Então, se você está buscando inspiração e quer se conectar com a essência da vida, não deixe de ler as Odes Elementares de Pablo Neruda. Garanto que você não vai se arrepender!

Quem diria que um simples poema poderia ter tanto poder? Nas Odes Elementares de Pablo Neruda, cada palavra ganha vida própria e nos envolve em um turbilhão de emoções. Desde a ode à maçã até a ode ao sal, Neruda nos mostra que a beleza está nas coisas mais simples do nosso cotidiano. Seja através dos sabores, dos aromas ou das texturas, ele nos faz enxergar a riqueza que existe ao nosso redor. Então, se você quer se encantar com poesia e descobrir a magia que existe no dia a dia, não deixe de mergulhar nas palavras de Pablo Neruda. Tenho certeza que você vai se apaixonar!

Antologia Poética – Cecília Meireles

Se você é fã de poesia e está em busca de leituras que tocam a alma, prepare-se para se encantar com a Antologia Poética de Cecília Meireles. Com uma escrita delicada e profunda, a autora nos presenteia com 17 poemas que são verdadeiras obras-primas. Desde “Motivo”, que nos faz refletir sobre a efemeridade da vida, até “Ou Isto ou Aquilo”, um convite para explorarmos todas as possibilidades do mundo, cada verso é carregado de emoção e sensibilidade. Não deixe de mergulhar nessa leitura que certamente marcará sua jornada literária.

Cecília Meireles, uma das mais renomadas poetisas brasileiras, nos presenteia com sua Antologia Poética, reunindo 17 poemas que são verdadeiros tesouros da literatura. Em cada verso, somos convidados a embarcar em uma viagem pelas emoções humanas, tocando fundo nossos corações. Desde “A arte de amar”, que nos revela os mistérios do amor, até “Canção da vida feliz”, que nos inspira a enxergar a beleza dos pequenos momentos, cada poema é uma pérola única. Então, se você está em busca de poesia que transcende o tempo e nos conecta com o mais profundo da existência, não deixe de conhecer essa obra-prima de Cecília Meireles.

O Uraguai – Basílio da Gama

O Uraguai – Basílio da Gama: Um épico brasileiro que vai te deixar de queixo caído! Nesse poema, Basílio da Gama retrata a guerra entre portugueses e espanhóis na América do Sul, focando principalmente na Batalha de Uruaguai. Prepare-se para mergulhar em uma história cheia de reviravoltas, heróis corajosos e um amor proibido. Com uma escrita envolvente e rica em detalhes, o autor nos transporta para o século XVIII, onde acompanhamos as lutas e dilemas dos personagens. Se você é fã de literatura brasileira, não pode deixar de ler O Uraguai, um clássico que merece ser apreciado.

Seus amigos estão lendo:   Descubra os 10 Livros Imperdíveis para Devorar!

Poema épico: Se você está em busca de um poema que vai te surpreender e emocionar, O Uraguai é a escolha certa! Escrito por Basílio da Gama, esse épico nacional narra os conflitos entre portugueses e espanhóis na América do Sul, trazendo à tona questões históricas e sociais importantes. Com uma narrativa envolvente e personagens cativantes, o poema nos transporta para um período cheio de batalhas e paixões proibidas. Se você quer conhecer mais sobre a nossa literatura e se encantar com uma história fascinante, não deixe de ler O Uraguai.

A Rosa do Povo – Carlos Drummond de Andrade

O livro “A Rosa do Povo” é uma verdadeira joia da literatura brasileira. Escrito por Carlos Drummond de Andrade, traz uma coletânea de poemas que nos levam a refletir sobre a vida, o amor e a condição humana. Com uma linguagem poética única, Drummond nos transporta para os mais diversos cenários, nos fazendo sentir na pele as angústias e as belezas da existência. É impossível não se emocionar com versos como “No meio do caminho tinha uma pedra / Tinha uma pedra no meio do caminho”. A leitura de “A Rosa do Povo” é um verdadeiro mergulho nas profundezas da alma humana, um convite para refletir sobre nossos próprios sentimentos e experiências.

Ao abrir as páginas de “A Rosa do Povo”, somos convidados a adentrar em um universo repleto de emoções e reflexões. Os poemas de Carlos Drummond de Andrade nos tocam de maneira profunda, despertando sentimentos e questionamentos que muitas vezes nem sabíamos que existiam dentro de nós. É como se o autor conseguisse captar as nuances mais sutis da vida e traduzi-las em palavras poéticas. Cada verso é uma obra de arte, capaz de nos transportar para um mundo onde a sensibilidade e a intensidade se entrelaçam. “A Rosa do Povo” é leitura obrigatória para quem busca se conectar com a essência da poesia brasileira.

Se você é fã de poesia, não pode deixar de conferir esses poemas incríveis que selecionamos para você! São verdadeiras obras-primas que vão tocar seu coração e te fazer refletir sobre a vida. E para se aprofundar ainda mais nesse universo poético, que tal visitar o site da Revista Bula? Lá você encontrará diversos conteúdos relacionados à literatura, cultura e arte. Não perca essa oportunidade de se encantar com a poesia brasileira!

Dúvidas dos leitores:

1. Quais são os poemas mais famosos da literatura mundial?

Resposta: Alguns dos poemas mais famosos da literatura mundial incluem “A Divina Comédia”, de Dante Alighieri; “Soneto 18”, de William Shakespeare; e “O Corvo”, de Edgar Allan Poe.

2. Quais são os poemas mais importantes da literatura brasileira?

Resposta: Na literatura brasileira, destacam-se poemas como “Canção do Exílio”, de Gonçalves Dias; “O Navio Negreiro”, de Castro Alves; e “Mensagem”, de Fernando Pessoa.

3. Qual é a importância dos poemas na cultura contemporânea?

Resposta: Os poemas desempenham um papel fundamental na cultura contemporânea, pois expressam emoções, pensamentos e reflexões de forma concisa e artística. Eles contribuem para a diversidade cultural e estimulam a sensibilidade estética.

4. Quais são os principais estilos poéticos?

Resposta: Alguns dos principais estilos poéticos incluem o soneto, a ode, a trova, o haicai, o verso livre e a poesia concreta. Cada estilo possui características específicas que definem sua estrutura e ritmo.

5. Como a leitura de poemas pode influenciar a vida das pessoas?

Resposta: A leitura de poemas pode influenciar a vida das pessoas de diversas maneiras. Ela pode despertar emoções, promover reflexões sobre questões existenciais, ampliar o repertório cultural e estimular a criatividade.

6. Quais são os principais elementos presentes em um poema?

Resposta: Os principais elementos presentes em um poema são a métrica, a rima, a estrofe, a figura de linguagem, o tema e o tom. Esses elementos contribuem para a construção da mensagem poética.

7. Quais são os poemas mais indicados para iniciantes na leitura de poesia?

Resposta: Para iniciantes na leitura de poesia, recomenda-se começar com poemas mais acessíveis e de linguagem simples, como “O Guardador de Rebanhos”, de Alberto Caeiro; “Poema em Linha Reta”, de Fernando Pessoa; e “A Máquina do Mundo”, de Carlos Drummond de Andrade.

8. Qual é a importância da interpretação dos poemas?

Resposta: A interpretação dos poemas é fundamental para compreender as camadas de significado presentes na obra. Ela permite ao leitor mergulhar na subjetividade do autor e estabelecer uma conexão pessoal com o texto.

9. Como os poemas podem ser utilizados como forma de expressão pessoal?

Resposta: Os poemas podem ser utilizados como uma forma de expressão pessoal, permitindo que o autor transmita seus sentimentos, pensamentos e experiências de maneira única e artística.

10. Quais são as características da poesia contemporânea?

Resposta: A poesia contemporânea apresenta características como a liberdade formal, a experimentação estética, a valorização da subjetividade e a abordagem de temas cotidianos e atuais.

11. Quais são os principais poetas brasileiros contemporâneos?

Resposta: Alguns dos principais poetas brasileiros contemporâneos são Adélia Prado, Manoel de Barros, Ferreira Gullar, Alice Ruiz e Paulo Leminski.

12. Como a internet tem influenciado a produção e divulgação de poemas?

Resposta: A internet tem proporcionado maior facilidade na produção e divulgação de poemas, permitindo que poetas compartilhem suas obras em blogs, redes sociais e plataformas digitais especializadas, alcançando um público maior e diversificado.

13. Quais são as vantagens da leitura de poemas em relação a outros gêneros literários?

Resposta: A leitura de poemas possui a vantagem de oferecer uma experiência estética intensa em um curto espaço de tempo. Além disso, os poemas estimulam a imaginação, possibilitam múltiplas interpretações e despertam emoções de maneira singular.

14. Quais são os benefícios da prática da escrita de poemas?

Resposta: A prática da escrita de poemas pode trazer benefícios como o desenvolvimento da criatividade, o aprimoramento da expressão escrita, o autoconhecimento e a possibilidade de compartilhar sentimentos e reflexões com outros leitores.

15. Como os poemas podem ser utilizados como ferramenta pedagógica?

Resposta: Os poemas podem ser utilizados como ferramenta pedagógica para estimular o gosto pela leitura, desenvolver a sensibilidade estética, trabalhar a interpretação de textos e promover a expressão criativa dos alunos.

Categorizado em: